Blog de Alexandre Rangel -- março 2015 Arquivo (4)

Procure sempre se renovar profissionalmente

A águia é a ave de maior longevidade. Chega a viver setenta anos. Mas para alcançar essa idade, aos quarenta anos ela tem que tomar uma séria e difícil decisão.

Com quarenta anos de vida, ela já está com as unhas compridas e flexíveis e não consegue mais agarrar as presas das quais se alimenta. O bico alongado e pontiagudo se curva, apontando para o peito. As asas estão envelhecidas e pesadas em razão da grossura das penas. Voar torna-se muito difícil.

Só restam à águia duas…

Continuar

Adicionado por Alexandre Rangel em 26 março 2015 às 10:00 — Sem comentários

Só assuma novas responsabilidades se estiver preparado

Conta uma antiga fábula que um camundongo vivia angustiado com medo do gato. Então um mágico teve pena dele e o transformou em um gato. Mas como ele ficou com medo do cão, o mágico o transformou em uma pantera. Então ele começou a temer os caçadores.

A essa altura o mágico desistiu. Voltou a transformá-lo em um camundongo e disse:

— Nada que eu faça vai ajudá-lo, porque você tem apenas a coragem de um camundongo.

Há pessoas assim como o rato medroso. Apesar de crescerem…

Continuar

Adicionado por Alexandre Rangel em 19 março 2015 às 10:00 — Sem comentários

Novos desafios renovam nosso ânimo

Uma tarde, o pai saiu para um passeio com as duas filhas, uma de oito e a outra de quatro anos. Em determinado momento da caminhada, a filha mais nova, pediu ao pai que a carregasse, pois estava muito cansada para continuar andando. O pai respondeu que também estava exausto. Diante da resposta, a garotinha começou a choramingar e a fazer corpo mole.

Sem dizer uma palavra, o pai limitou-se a cortar um galho comprido de uma árvore. Depois, o entregou à filha, dizendo:

— Olhe aqui…

Continuar

Adicionado por Alexandre Rangel em 12 março 2015 às 10:00 — Sem comentários

Você vale pelo que é, e não pelo que tem

Um famoso conferencista começou um dia sua palestra segurando uma nota de 50 reais. Numa sala com duzentas pessoas, ele perguntou à platéia:

— Quem quer esta nota de 50 reais?

Mãos começaram a se erguer.

— Eu darei esta nota a um de vocês, mas primeiro deixem-me fazer isto! — Então ele amassou a nota. E perguntou outra vez:

— Quem ainda quer esta nota?

As mãos continuaram erguidas.

— Bom, e se eu fizer isto? — perguntou, deixando a nota cair no chão…

Continuar

Adicionado por Alexandre Rangel em 5 março 2015 às 10:00 — Sem comentários

© 2019   Criado por Silvio Celestino.   Ativado por

Badges  |  Relatar um incidente  |  Termos de serviço