Escócia e reflexões sobre a mudança de carreira

Nesta época do ano o dia é longo na Escócia e o crepúsculo provoca uma luminosidade nas águas que cria uma atmosfera irreal e um tanto fantasmagórica. Não é a toa que os lagos por lá possuem muitas histórias. Se me permite um conselho, visite a Escócia. É belíssima. As estradas, as famosas Highlands, os lagos e os castelos são fantásticos. Há um ponto nas férias em que começamos a ficar mais reflexivos, revisitamos nossos horizontes e pensamos que é hora de fazermos alguns ajustes em nossas carreiras. Visitar a Escócia foi um desses momentos. Nos processos de coaching observo o quanto as pessoas relutam em modificar suas carreiras. Nossa vida, até mesmo a profissional é desenvolvida em ciclos, mas as pessoas gostariam que ela fosse contínua em uma única direção e sempre expandindo, é claro. Por vezes, mesmo quando somos bem-sucedidos, precisamos revisitar a direção que estamos seguindo e verificar se aonde iremos parar é onde desejamos. Se não for é preciso fazer os ajustes necessários.


Claro que é muito mais fácil escrever sobre isto do que fazer. Em 2.001, então empresário da área de computação por 20 anos, resolvi mudar drasticamente e vim para a área de coaching e desenvolvimento de líderes empresariais. Quando fiz esta mudança, imaginava que ao final seria um grande entusiasta deste tipo de transformação. Mas, a realidade é muito mais complexa que isto. A energia necessária para se fazer esta mudança é enorme e no meio dela as dificuldades inesperadas podem literalmente fazer a pessoa sucumbir por mais forte que seja, mental, física e espiritualmente. Entretanto, olhando para frente vejo que o risco valeu muito a pena; o desenvolvimento de pessoas é muito realizador.

Exibições: 218

Comentar

Você precisa ser um membro de Alliance Coaching para adicionar comentários!

Entrar em Alliance Coaching

© 2019   Criado por Silvio Celestino.   Ativado por

Badges  |  Relatar um incidente  |  Termos de serviço