Quais são as tendências para as profissões em 2018?

Sua carreira se desenvolve em uma empresa, que atua em um mercado, dentro de um país, que está no mundo. Portanto, para saber quais são as tendências de sua profissão, você deve procurar aumentar seu horizonte de consciência do que está acontecendo em cada uma dessas esferas de maneira a ter capacidade de agir antes que algum problema o atinja, ou para aproveitar uma oportunidade que começa a surgir.

 

Nesse sentido, o profissional brasileiro está diante de um cenário paradoxal e diferente daquele encontrado em outras nações. Afinal, o Brasil está em crise há quatro anos e somente agora começam a surgir os primeiros sinais de melhora, ainda que erráticos. Entretanto, há indicadores a informar que o mundo entrará em crise em algum momento entre agora e 2020. (*)

 

Portanto, de um lado o profissional deve acelerar suas ações para aproveitar a melhora no Brasil, mas, simultaneamente, ser prudente, pois uma crise internacional pode acontecer a qualquer momento.

 

Falando especificamente das profissões, é por essa razão que o profissional de RH está sendo cada vez mais demandado para tornar-se um parceiro de negócio (business partner). Ele tem de entender como cada departamento se integra à operação da empresa de maneira a criar unidade de ação perante os clientes. E, como as companhias estão contratando, essa habilidade torna-se cada vez mais fundamental para aumentar as chances de sucesso duradouro da organização.

 

Há demanda também por profissionais de facilities, pois, mais importante do que encontrar o local apropriado para a empresa, será a capacidade de análise para descobrir aquele que está otimizado para a companhia hoje e para as alternativas dela no futuro.

 

Essa realidade exige dos profissionais de todas as áreas que sejam autodidatas. As empresas não têm condições, nem recursos ou capacidade, para fornecer a seus colaboradores, atuais ou futuros, tudo aquilo que eles precisam aprender. E para ser autodidata a pessoa necessariamente tem de

aprender inglês. Não há como alguém se autodeclarar atualizado sem ser capaz de compreender esse idioma.

 

Isso é flagrante quando observamos a necessidade das companhias de passar pela transformação digital. Esse processo exigirá diretores, gerentes e técnicos especializados que acompanhem o que vai pela tecnologia ao redor do mundo e como deve ser sua aplicabilidade na organização.

 

Na esfera técnica, engenheiros e cientistas de dados, matemáticos especialistas em criptografia e big data também são alvo de demanda crescente.

 

Não podemos esquecer também da utilização de drones em áreas como segurança e agronegócios, que vão exigir técnicos especializados em sua construção, operação e manutenção.

 

Com a melhora econômica há uma dança de cadeiras nas áreas comerciais e de compras: diretoria e gerência nacional de vendas, gerência de compras e supply chain, logística, entre outras.

 

É claro que a complexidade do cenário financeiro externo e os riscos internos exigem cada vez mais executivos e profissionais capazes de compreendê-los: de conselheiros, diretores e controllers a analistas de investimentos e financeiros.

 

Por último, nunca perca de vista a demografia do País, que é a maior força determinante daquilo que é previsível em termos econômicos. Como o brasileiro está envelhecendo, haverá demanda crescente de tudo aquilo que é necessário para o apoio às pessoas com mais idade: médicos geriatras, enfermeiros, cuidadores de idosos, farmacêuticos, profissionais de transporte e especialistas em previdência.

 

Mais importante do que qualquer previsão é você refletir sobre sua área de atuação, sua empresa e o mercado no qual ela se encontra e sobre o que vai pelo mundo e o que disso tudo poderá afetá-lo.

 

Por exemplo, não há como prever quem ganhará a batalha entre blockchain, hashgraph, governos, globalistas e bancos. Mas você precisa compreender o que está acontecendo e como isso vai afetá-lo no futuro.

 

Somente assim estará apto a se precaver e se preparar de maneira a minimizar os riscos sobre si, mas, principalmente, maximizar as oportunidades de carreira.

 

Vamos em frente!

 

(*) https://www.zerohedge.com/news/2018-01-26/one-bofas-imminent-market...

 

Exibições: 31

Comentar

Você precisa ser um membro de Alliance Coaching para adicionar comentários!

Entrar em Alliance Coaching

© 2018   Criado por Silvio Celestino.   Ativado por

Badges  |  Relatar um incidente  |  Termos de serviço