QUANDO HÁ UMA RATOEIRA NA CASA, TODOS CORREM PERIGO

Certa vez um rato olhou pelo buraco da parede e ficou aterrorizado quando viu o fazendeiro armando uma ratoeira. O rato saiu correndo para avisar aos outros animais. Quando avisou à galinha, ela disse:

- Mas isso não é problema meu, não me incomoda nem um pouco.

 

O rato foi avisar ao porco. Mas o porco também disse que nada podia fazer, pois também não era problema seu. O rato foi avisar à vaca sobre o perigo da ratoeira, mas a vaca pouco lhe deu atenção. Também não era problema dela. Naquela noite a dona da casa foi na cozinha para ver se algum rato havia ficado preso na ratoeira. Mas como estava escuro ela não viu uma cobra venenosa que a picou. A mulher adoeceu e no dia seguinte amanheceu com febre. Resolveram matar a galinha porque o doente se recupera com uma boa canja. No fim de semana, muitos amigos foram visitar a mulher doente e para servir-lhes o almoço, o fazendeiro resolveu matar o porco. A mulher não melhorou vindo a falecer. Tanta gente compareceu ao enterro que o fazendeiro foi obrigado a matar a vaca para poder alimentar os amigos.

 

Qual é a moral dessa história? Quando você ouvir que alguém está diante de um problema, tenha em conta que, se há uma ratoeira na casa, não é só o rato que está em perigo.

 

Quando na sua empresa você for solicitado a ajudar em alguma tarefa que aparentemente não seja de sua conta, lembre-se o problema na empresa sempre atinge a todos.

Exibições: 160

Comentar

Você precisa ser um membro de Alliance Coaching para adicionar comentários!

Entrar em Alliance Coaching

© 2018   Criado por Silvio Celestino.   Ativado por

Badges  |  Relatar um incidente  |  Termos de serviço