Blog de Alexandre Rangel -- janeiro 2015 Arquivo (5)

Valorize as coisas simples

Num pequeno vilarejo, numa casa simples mas limpa e bem-arrumada, vivia um homem com sua família: mulher, três filhos e a sogra. O homem, porém, sentia-se completamente infeliz. Reclamava de tudo e de todos. Ora implicava com os filhos, ora era a sogra que o aborrecia, ora a casa é que era pequena demais, ou então a esposa é que não era boa o suficiente... Nada o satisfazia.

Um dia, cansado de tanto sofrer, resolveu aconselhar-se com o homem mais sábio do vilarejo.

O sábio…

Continuar

Adicionado por Alexandre Rangel em 29 janeiro 2015 às 10:00 — Sem comentários

Para consertar o mundo, conserte primeiro o homem

Um diretor de jornal mandou que seu melhor jornalista escrevesse uma matéria sobre como consertar o mundo. Deu-lhe três dias de folga para refletir.

Ao chegar em casa, o jornalista disse à mulher que tinha três dias de folga e aproveitou para passear. Como era bom na sua atividade, não se preocupou e deixou o texto para a última hora.

No primeiro dia, ele foi para a casa de campo; no segundo, para a praia; no terceiro, ficou com a família descansando em casa. Ao final da tarde,…

Continuar

Adicionado por Alexandre Rangel em 22 janeiro 2015 às 10:00 — Sem comentários

A integração dos setores fortalece a empresa

Um homem tinha muitos filhos que viviam brigando. Não havia meio de conseguir harmonia na família. Um dia, ele pegou um feixe de gravetos e pediu que cada filho tentasse quebrá-lo com o joelho. Todos tentaram e não conseguiram. Então ele desfez o feixe e distribuiu um graveto para cada filho. Desta vez ninguém teve dificuldade em quebrar o seu.

— Vejam só — disse o pai —, se vocês se unirem, não haverá inimigo que possa vencê-los, mas separados...

O que mais observo nas…

Continuar

Adicionado por Alexandre Rangel em 15 janeiro 2015 às 10:00 — Sem comentários

Para qualquer problema, há sempre uma saída

Certa vez, um homem foi acusado de um crime que não cometeu. Ele sabia que tudo seria feito para condená-lo. O juiz simulou um julgamento justo, fazendo ao final uma proposta ao acusado:

— Vou escrever em um pedaço de papel a palavra “inocente” e em outro a palavra “culpado”. Você sorteia um dos papéis e aquele que pegar será o seu veredicto.

Sem o acusado perceber, o juiz escreveu nos dois papéis a palavra “culpado”, de maneira que, naquele instante, não existia nenhuma chance…

Continuar

Adicionado por Alexandre Rangel em 8 janeiro 2015 às 10:00 — Sem comentários

Não tenha medo de arriscar

Havia um rei que, quando fazia prisioneiros, não os matava; levava-os a uma sala onde havia um grupo de arqueiros em um canto e uma imensa porta de ferro no outro, com figuras de caveiras cobertas por sangue.

Dizia aos prisioneiros:

— Vocês podem escolher morrer flechados por meus arqueiros ou passar por aquela porta e lá serem trancados.

Todos os que por ali passavam escolhiam ser mortos pelos arqueiros. Um dia um soldado perguntou ao rei:

— O que há por trás…

Continuar

Adicionado por Alexandre Rangel em 1 janeiro 2015 às 10:00 — Sem comentários

© 2019   Criado por Silvio Celestino.   Ativado por

Badges  |  Relatar um incidente  |  Termos de serviço